quarta-feira, 31 de julho de 2013

UM IMENSO ADEUS AO SECRETÁRIO VIEGAS

Livrinhos do secretário Viegas - nem mais um.
Direitos de autor pagos ao secretário Viegas, por débito da minha magra conta bancária - nem mais um cêntimo.
Decisão tomada sem consulta de pareceres técnicos sobre a qualidade da prosa do neoliberal Viegas, mas tão só por "uma questão ideológica óbvia que eu não escondo".
Adeus, inspector Jaime Ramos. Adeus, António Sousa Homem, liberal à moda antiga. Adeus, secretário Viegas, liberal de coelheira.




A GRANDE E IRREVERSÍVEL CONQUISTA DO 25 DE ABRIL


A POSE IMPERIAL


A pose o diz - Luís, senhora de seu nariz, da Áustria se julga imperatriz. Afinal, e para nosso mal, é apenas a emergente que trata de swaps e tal.                                                                       

FRASES SOLTAS




“Há aqui também uma questão ideológica óbvia e que eu não escondo”

Francisco José Viegas

DISTINÇÃO








A escritora Lídia Jorge foi eleita uma das "dez grandes vozes da literatura estrangeira" pela revista francesa “Magazine Littéraire”, ao lado de Zadie Smith, Mo Yan, Enrique Vila-Matas e Alice Munro.

terça-feira, 30 de julho de 2013

TURISMO DOS POBREZINHOS

"Pobrezinhos" querem invadir Comporta dia 10 de agosto

Depois de Cristina Espírito Santo ter referido que as suas férias na Comporta são como "brincar aos pobrezinhos", um movimento no facebook prepara uma "invasão" do local.
"A invasão dos pobrezinhos à Comporta - Não há mosquito que nos pare!" é o nome do evento criado no facebook. Com data marcada para sábado, 10 de agosto, o objetivo quer ser uma resposta às polémicas declarações de Cristina à Revista do semanário Expresso.
O evento, criado hoje, já conta com algumas confirmações. A zona da Comporta, em Tróia, será o destino da expedição. Com mosquitos ou sem mosquitos, os criadores da iniciativa Francisco Morgado Véstia e Francisco da Silva, pretendem contar com os "pobrezinhos" na viagem.
DN

O ECOSSISTEMA DO PÂNTANO

BPN. PGR investiga informação errada que elevou 100 milhões o défice
Maria Luís Albuquerque enviou caso para a Procuradoria-Geral em Abril. Valores errados sobre transferência de créditos agravaram défice de 2012

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) está a investigar a informação errada que deu origem à correcção do défice orçamental do ano passado em 100 milhões de euros. Em causa estão valores falsos passados à então secretária de Estado do Tesouro e Finanças, Maria Luís Albuquerque, sobre a transferência de créditos do BPN (Banco Português de Negócios) para uma empresa criada pelo Estado, a Parvalorem, antes da venda ao BIC.
«I»


(Em suma: "Eles", a rapaziada do Sócrates e do Coelho, disputam a soberania do pântano, acertam contas de novos e velhos ódios. Nós pagamos.
O Costa passeia nas avenidas novas, o Loureiro aconselha, o Gaspar lê o 'Finantial Times", o Teixeira ensina, a Luís afunda, o Pina aGALPa, o MPLA ri-se. Nós pagamos.
A serra da Carregueira tem uma prisão de alta segurança com celas vazias. Nós pagamos.)

CORDÃO SANITÁRIO

Quatro políticos ocupam 100 polícias no Algarve

Depois do primeiro-ministro inglês, David Cameron, o Algarve prepara-se para acolher o Presidente da República, Cavaco Silva, o primeiro ministro, Passos Coelho, e o ministro da Defesa, Aguiar Branco, nas férias e passa a ser a zona mais segura do País. Só para proteger os quatro governantes, sabe o CM, estão mobilizados perto de 100 elementos da PSP e GNR.

Em Monchique, além de 10 polícias ingleses, David Cameron tem em seu redor mais 10 operacionais do Corpo de Segurança Pessoal da PSP e outros tantos militares do Destacamento de Portimão da GNR. 

Cavaco Silva chega a Albufeira no início de agosto e a protegê-lo vão estar 20 elementos da PSP, uma equipa da Unidade de Segurança e Honras de Estado da GNR e militares do Destacamento de Albufeira da GNR. 

Passos Coelho chega nos próximos dias à Manta Rota e será protegido por cinco elementos da PSP e uma dezena de militares do Destacamento de Tavira da GNR. Aguiar-Branco vai para Vale do Lobo e com ele estarão três elementos da PSP e militares da GNR de Loulé.
CM

(Nos próximos dias, e em consequência da poluição das águas e areias, as bandeiras azuis da praia da Coelha, da Manta Rota e Vale do Lobo serão arriadas.)

O NARIZ DE LUÍS

Maria Luís regressa ao Parlamento

O requerimento para audição da ministra das Finanças foi aprovado por todos os partidos na comissão de parlamentar de inquérito aos 'swaps'.
EXPRESSO

segunda-feira, 29 de julho de 2013

A UNIÃO NACIONAL

A MONTANHA PARIU UM RATO, SALAZAR PARIU UM COELHO

ONCOMING



Branquinho? O que é isso, Agostinho?

domingo, 28 de julho de 2013

QI DE COELHO, TEIMOSIA DE BURRO



“Quero apenas reafirmar que o país precisa muito de um espírito de união e de união entre todos os portugueses e de uma união nacional”, salientou Passos Coelho quando questionado pelos jornalistas, em Alijó, sobre as reações dos partidos da oposição ao seu apelo.

Público

CULTURA GERAL





Machete (s. m.) - [Música]  Espécie de viola pequena de quatro cordas. = BRAGA, CAVAQUINHO

CANÇÃO DA RESISTÊNCIA

Não há machete que corte
A raíz ao BPN
Porque é livre como o Costa
Porque é livre...

(Letra de O. Costa, música de D. Loureiro)

FARMVILLE E MAFIAWARS

Tempos de vacas magras para a criadora do FarmVille

Longe vão os tempos em que muitos utilizadores do Facebook passavam horas a cuidar de quintas virtuais e em que os restantes eram bombardeados com mensagens sobre vacas cor-de-rosa. A popularidade dos jogos da americana Zynga, de que o FarmVille e o MafiaWars são provavelmente os mais conhecidos em Portugal, tem estado em queda. Num ano, perderam 39% dos utilizadores activos, dentro e fora do Facebook.
Público

(Previsível. Com as laranjas a apodrecer, a cotação da alfarroba em queda vertiginosa, os coelhos contaminados com a mortal mixomatose, os sobreiros abatidos a golpes de machete, o leite (do Jacinto Capelo Rego) a azedar, os porcos e as porcas a chafurdar no pântano dos swaps, os burros a governar, as bananas na oposição,  a ministra da agricultura com baixa de parto, sem Seguro de colheita, que outro resultado se poderia esperar?)

sábado, 27 de julho de 2013

ENCRUZILHADAS DOS NEGÓCIOS (NACIONAIS E ESTRANGEIROS)

Rui Machete presidiu a comissão de inquérito que ilibou Oliveira Costa de fraude fiscal

O actual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, ouvido na comissão de inquérito à nacionalização do BPN, em 2009, garantiu que tinha pouca informação sobre o que se passava no grupo, apesar de ser presidente do conselho consultivo.
No início dos anos noventa o actual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, presidiu à comissão parlamentar de inquérito aos alegados perdões fiscais concedidos pelo ex-secretário de Estado de um Governo do PSD e, mais tarde, presidente do BPN, Oliveira Costa, a empresas do centro do país, nomeadamente, à Cerâmica Campos. No relatório final, os deputados ilibaram Oliveira Costa, que é hoje o principal arguido do caso BPN (onde o Estado já injectou cerca de 4 mil milhões de euros), de qualquer “actividade discriminatória culposa imputável”.
Público

DE OUTROS

DANIEL OLIVEIRA - EXPRESSO

PATILHAS E VENTOINHA


Os inspectores Patilhas e Ventoinha, requisitados aos 'Parodiantes de Lisboa' pela cavacal e triste figura, armados com  machetes, albuquerques e branquinhos, vão, finalmente, dar início às investigações dos crimes da tecnoforma, submarinos, bpn, swaps e secretas/ongoing.


A SAGA DO PINTAROLAS

Petição Carla Bruni acusada de ficar com dinheiro do Estado
Os franceses estão a exigir, através de uma petição, que Carla Bruni, antiga primeira-dama francesa, devolva ao Estado os 410 mil euros, que recebeu através do site da sua fundação. Segundo o autor da petição, Nicolas Bousquet, o montante recebido foi retirado do orçamento da presidência da república, para fins privados.
Notícias ao Minuto

LAVANDARIA LARANJA

CM

BONANÇA NA COELHEIRA


"É possível vencer e ultrapassar obstáculos e conseguir um clima de união nacional, não é de unidade nacional, é de união nacional"

P. P. Coelho

Ajudante de vice-primeiro-ministro


sexta-feira, 26 de julho de 2013

SWAPS

PETIÇÃO





http://www.change.org/petitions/%C3%A0-presid%C3%AAncia-da-c%C3%A2mara-municipal-de-lisboa-salvar-a-livraria-s%C3%A1-da-costa

A GRANDE IRMÃ



"A Europa 'Big brother' é a grande vencedora" da crise, disse a conselheira do antigo chanceler alemão Helmut Kohl, Gertrud Hohler, numa entrevista concedida ao DE, acrescentando que "o coração europeu vai deixar de bater quando esta experiência chegar ao fim".
Referindo-se à política de austeridade europeia defendida por Angela Merkel e respectivos seguidores, a opositora sublinhou que "o plano europeu de salvação dos países do Sul é emagrecer sucessivamente, organizar o crescente desemprego, impedir os jovens de aprender e de trabalhar e implementar uma lógica de baixo rendimento para todos".

Notícias ao Minuto

quinta-feira, 25 de julho de 2013

A RECAUCHUTAGEM




O cancro de Belém tem novas metástases em S. Bento.

DA PODRIDÃO

Contrato encriptado de empreiteiros prometeu lucros a autarca da Amadora
PJ descobriu documento que tinha "Joaquim Raposo" escrito a letra branca. Noutros registos, nome de autarca era substituído por "Cabeças" e "Tira-Olhos"

À primeira vista, a declaração que os investigadores encontraram no escritório da construtora Urbidoismil, em que os dois proprietários prometiam ceder um terço dos lucros de investimentos urbanísticos, não revelava o nome do beneficiário. Mas só à primeira vista. Os inspectores da Polícia Judiciária (PJ) descobriram que o documento estava "encriptado": o nome da pessoa que, não sendo sócia da empresa, iria alegadamente ter direito a 33,3% dos lucros, estava lá, mas invisível. Os caracteres do nome do visado tinham sido escritos em letra branca, razão pela qual eram indecifráveis na folha da mesma cor. Foi preciso alterar a cor de letra do ficheiro para descobrir que afinal havia um visado naquele documento: Jorge Moreira Raposo, presidente da Câmara Municipal da Amadora, investigado durante 11 anos por suspeitas de corrupção e tráfico de influências na autarquia. O caso, como o iavançou em primeira mão, acabou arquivado em Dezembro do ano passado.
«I»
PJ de

SETE MIL MILHÕES DE PODRIDÃO



O novo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, classificou hoje como um reflexo da "podridão dos hábitos políticos" as críticas por ter exercido funções na Sociedade Lusa de Negócios (SLN).

DN

FRASES SOLTAS


«Machete traz para o Governo a respeitabilidade dos cabelos brancos e da história do PSD»

Teresa de Sousa
Público

O GOVERNO DE MALDIÇÃO NACIONAL

Foto 'Público'
Fizeram todos um rico trabalhinho. Têm, pois, razões, para sorrir.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

"TEMOS DE EMPOBRECER!" - GRITOU O TIO DA AMÉRICA

Americanos criticaram duramente Machete

Novo MNE tem, no seu longo currículo, críticas duras feitas pela diplomacia dos EUA à forma como geriu a Fundação Luso-Americana ao longo de duas décadas.Foi uma das revelações com mais impacto no espólio de 800 telegramas da embaixada norte-americana em Lisboa revelados há dois anos pelo Expresso e que fazem parte do acervo de uma das maiores fugas de informação protagonizadas pelo Wikileaks.
Num relatório enviado a 15 de dezembro de 2008 para o Departamento de Estado em Washington pelo então embaixador dos EUA em Portugal, Thomas Stephenson, Rui Machete era arrasado pela forma como geriu ao longo de duas décadas a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), visto como "suspeito de atribuir bolsas para pagar favores políticos e manter a sua sinecura".
O embaixador norte-americano, nesse telegrama, argumentava que "chegou a hora de decapitar Machete" com base, entre outras coisas, no facto de a fundação "continuar a gastar 46% do seu orçamento de funcionamento nos seus gabinetes luxuosos decorados com peças de arte, pessoal supérfluo, uma frota de BMW com motorista e 'custos administrativos e de pessoal' que incluem por vezes despesas de representação em roupas, empréstimos a baixos juros para os trabalhadores e honorários para o pessoal que participa nos próprios programas da FLAD".
EXPRESSO

DE OUTROS

«Não acredito na genuinidade nem na candura do dr. Cavaco. Admito mais a sua manha assaloiada, tantas vezes demonstrada e tantas vezes denunciada pelos factos. Em condições normais de cultura e de conhecimento ele nunca teria trepado a funções tão importantes na vida pública. Ou teria sido apeado logo-assim fossem reveladas as suas debilidades estruturais. É pior Presidente do que o foi Américo Thomaz.»
Baptista-Bastos
DN

A ÉTICA SEGUNDO O GABINETE DO VICE-PRIMEIRO-MINISTRO

Portas exige demissão de Vítor Constâncio

O líder do CDS-PP pediu, esta terça-feira, a demissão do governador do Banco de Portugal, considerando que depois dos casos BCP e BPN foi perdida a confiança no trabalho de Vítor Constâncio. (TSF - 4-11-2008)

BPN: Paulo Portas critica "política de não incomodar" de Vítor Constâncio

O presidente do CDS-PP, Paulo Portas, criticou hoje a "política de não incomodar" seguida pelo Governador do Banco de Portugal no caso BPN e assegurou que serão colocadas "as perguntas que têm que ser feitas" na comissão parlamentar de inquérito. (Público - 16-2-2009)

A Notícia esperada: Paulo Portas apresenta ao vice-segundo-ministro demissão irrevogável por não concordar com a nomeação de Rui Machete para ministro dos Negócios (estrangeiros).

A TRANSPARÊNCIA SEGUNDO O GABINETE DO VICE-SEGUNDO-MINISTRO

REMODELAÇÃO GOVERNAMENTAL

Gabinete de Passos omite BPN no currículo de Machete

A passagem do novo ministro de Estado e dos Negócios Estangeiros pelo Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios, a proprietária do Banco Português de Negócios (BPN), de 2007 a 2009, não consta das "notas biográficas dos novos ministros", que o gabinete do primeiro-ministro distribuiu ontem à comunicação social.
Situação semelhante já tinha acontecido com o secretário de Estado Franquelim Alves.
Nem essa passagem nem outra pelo Conselho Consultivo do Banco Privado Português (BPP), banco que faliu e tem vários processos em tribunal.
No currículo ontem distribuído dá-se nota de que Machete é "consultor da sociedade de advogados PLMJ & Associados".
DN

CONTRA VENTOS E MARÉS


OS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS (E NACIONAIS)

Novo ministro dos Negócios Estrangeiros com fortes ligações ao BPN e ao BPP

Na década de 2000, antes dos dois bancos serem intervencionados e alvo de investigações policiais, Rui Machete ocupou funções ao mais alto nível no BPN e no BPP.
O novo Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, foi presidente ao longo de vários anos do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), a dona do Banco Português de Negócios (BPN), onde o Estado português injectou a fundo perdido cerca de 4 mil milhões de euros.
Na sua qualidade de ex-presidente da Fundação Luso-Americana, Rui Machete esteve ligado ao Banco Privado Português (BPP), onde foi membro também do Conselho Consultivo, e onde adquiriu cerca de 3% das acções, investimento que a FLAD perdeu quando o banco declarou falência. 
Público

terça-feira, 23 de julho de 2013

FRASES SOLTAS

“O primeiro-ministro que seguiu o guru Vítor Gaspar, que lhe passou um atestado de incompetência ao deixar o governo […] e Paulo Portas, não lhe bastou obedecer ao assobio americano, ao fechar as portas a Evo Morales, como deixar Cavaco Silva sem saber o que fazer.” Para Ana Gomes “o que temos de retirar da atitude de Cavaco é que o crime compensa”. “Acabaram recompensados os malfeitores, mais precisamente os líderes partidários É um governo que demonstra que o crime compensa e o criminoso volta sempre ao lugar do crime.”, sublinhou. («I»)

A BOA-NOVA

Vivenda Mariani -"É uma cagarra!"
Palácio de Buckingham - "É um menino!"

UM DEPOIMENTO SELVAGEM

Extracto de "O Depoimento de Américo Tomaz"
'Recolhido' por José Vilhena

segunda-feira, 22 de julho de 2013

O NEOLIBERALISMO NAS ARTES

Viegas ignorou parecer jurídico favorável ao Estado

Documentos de 2011 a que o PÚBLICO teve acesso dizem que mesmo que o Estado impedisse a exportação da pintura de Crivelli, não ficava obrigado a comprá-la.
Público

(Um tema interessante para o inspector Jaime Ramos...)

DA ABÓBORA À ALFARROBA - UM SALTO HISTÓRICO

Talvez influenciada pelos ventos contestatários da época, em 1968, uma cadeira subversiva fez a Salazar o que os anarquistas não tinham conseguido em 1937: afastá-lo de cena.
O venerando marido de D. Gertrudes Thomaz viu-se obrigado a exonerar o pré-cadáver e a sentar na cadeira sem conserto um Caetano anunciador de primaveras.
Cinquenta e cinco anos depois, a inevitável farsa sobe aos palcos: o presidente do Conselho é alvo de um atentado levado a cabo por uma dupla irrevogável e improvável - Bonnie e Clyde, disfarçados de Catherine Deneuve e Bin-Laden.
E que faz o venerando marido de D. Maria Silva? Agarra o pré-cadáver pelas orelhas e volta a sentá-lo na cadeira sem conserto.
Pois fiquem a saber: estas pequenas 'nuances' é que tornam evidentes as diferenças entre uma vulgar abóbora menina e um genial saco de alfarrobas.

A EXONERAÇÃO

Residência da República 
Secretaria Geral 
Decreto nº 48 597 

Continuando muito gravemente doente o Presidente do Conselho, Doutor Pedro Passos Coelho, e perdidas todas as esperanças, mesmo que sobreviva, de poder voltar a exercer, em plenitude, as funções do seu alto cargo; 
Atendendo a que os superiores interesses do País têm de prevalecer sobre quaisquer sentimentos, por maiores e mais legítimos que pareçam, circunstância que obriga à decisão dolorosa de substituir na chefia do Governo o Doutor Pedro Passos Coelho, português inconfundível no pensamento e na acção e benemérito da Pátria, por ele servida genialmente, com total e permanente dedicação durante mais de 2 anos, e que, para melhor a servir, de tudo abdicou, numa renúncia completa e única em toda a nossa história de mais de oito séculos; 
Tendo ouvido o meu amigo Dias Loureiro e não devendo adiar por mais tempo essa decisão, é, no entanto, com profunda amargura, só minorada pelo conhecimento, que dele directamente colhi, de que não desejava morrer no desempenho das suas funções, que uso da faculdade conferida pelo nº 1 do artigo 81º da Constituição de 1933 e exonero o Doutor Pedro Passos Coelho do cargo de Presidente do Conselho de Ministros, do qual manterá todas as honras a ele inerentes. E, para o substituir, nomeio, nos termos do mesmo preceito constitucional, o Doutor Pedro Passos Coelho. 
Publique-se. 
Vivenda Mariani, 21 de julho de 2013. 

Aníbal 

FRASES SOLTAS



«O Presidente jogou forte e perdeu. É provável que se tenha tornado irrelevante.»

Miguel Gaspar
Público

domingo, 21 de julho de 2013

CRISE POLÍTICA - O RESCALDO

O país vai de carrinho 
Vai de carrinho o país 
Os falcóes das avenidas 
São os meninos nazis


José Afonso
"Os Meninos Nazis"

A DROIKA DE CONFIANÇA

O país fenece, mas de maneira original: às gargalhadas.
E como se não bastassem as baboseiras da cavacal e triste figura, vem Semedo, o João da esquerda caviar, animar a festa com mais uma anedota.
Depois da atribuição do 'Troféu Trabalhador do Ano' a Américo Amorim e da proposta de plantação de haxixe para salvar a agricultura de subsistência, vem Semedo, sem medo, fazer concorrência ao sucessor de Américo Thomaz com uma proposta radical para a superação da crise. Ei-la: "Um governo de esquerda deve levar à saída da NATO".
Estou em condições de lhe dar inteira razão. Num inquérito breve que fiz a velhos sem dinheiro para medicamentos, comensais da sopa do Sidónio, desempregados sem subsídio, jovens candidatos à emigração, pedintes avulso sobre a melhor maneira de verem resolvidos os seus problemas imediatos, todos foram unânimes na resposta: "Isto só vai ao sítio com a saída de Portugal da NATO".

CONCURSO DE CITAÇÕES


“Hoje visitei todos os pavilhões, se não contar com os que não visitei.”
Thomaz, o Américo
“As cagarras resolveram ter muito respeito e consideração pelo Presidente da República de Portugal por ter sido o primeiro a dormir aqui"

Silva, o Aníbal

sábado, 20 de julho de 2013