sábado, 31 de julho de 2010


Por não acreditar no milagre de Fátima, sempre fui considerado um homem sem fé.
Agora, e por não acreditar no milagre de Alcochete, sou, por decreto socretino, considerado português de má-fé.
Felizmente, e por gostar de tertúlias e de bicas, há gente que me considera um crente de (ca)fé.

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=CKKGbFC7SRc

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA




«Os social-democratas continuam a liderar as intenções de voto no Barómetro TSF/Diário Económico de Julho, mas perderam 10,4 pontos percentuais. A sondagem foi feita pouco depois de se conhecerem as propostas de Passos Coelho para rever a Constituição da República Portuguesa.»
.
'Público'

sexta-feira, 30 de julho de 2010

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«Portugal está entre os países que "pouco ou nada" fizeram para aplicar as recomendações da OCDE para combater a corrupção. A denúncia consta de um relatório publicado terça-feira e que aponta a "falta de vontade política" e a "pressão de actores económicos" como razões para a avaliação negativa. O Ministério da Justiça já repudiou as conclusões.

No documento em que se enumeram os casos dos submarinos e do Freeport, a organização não governamental International Transparency (IT) põe em dúvida a independência do Ministério Público e denuncia a falta de meios, formação e coordenação dos órgãos que conduzem a investigação.»

DN
.
Freeport

«MP ignorou contas de Sócrates»
«Judiciária referiu na perícia financeira falta de documentos. Despacho de arquivamento abre guerra entre PGR, DCIAP e PJ. Pinto Monteiro manda instaurar inquérito.»
CM
.
«Investigação do Freeport perdeu o rasto a milhões de euros»
Público

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=WU-MBTW86U8

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA


'SOL'

quinta-feira, 29 de julho de 2010

MONSARAZ - VISITA GUIADA

«Esta invulgar obra do património artístico representa a alegoria da justiça terrena, em que o bom e o mau juiz são os elementos principais, e em que se evidenciam as fórmulas tradicionais de isenção e corrupção humanas.

A pintura é dos finais do séc. XV, apresentando na parte cimeira a figura de Cristo em majestade, assente no globo terrestre com a inscrição UROPA. Ladeando a figura de Cristo estão dois profetas mostrando o ALFA e o ÓMEGA, simbolizando respectivamente o Principio e o Fim.

O Painel inferior e principal apresenta as figuras do Bom e do Mau Juiz, acompanhadas por figuras comuns de um julgamento civil. O Bom Juiz segura a vara recta da justiça com dignidade e expressão solene, em oposição ao Mau Juiz com duplo rosto e a vara da justiça quebrada.

As figuras que encimam as cadeiras do Bom e do Mau Juiz são a Justiça e a Misericórdia no juiz íntegro, e a perversão expressa na cabeça de um demónio no Juiz corrupto.»

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

"Após a análise do inquérito e compulsados todos os elementos que dele constam, verifica-se que, nesta fase, importaria, não obstante a ausência de qualquer proposta neste sentido por parte da Polícia Judiciária, proceder à inquirição do então ministro do Ambiente, actual primeiro-ministro, e do então secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, actual ministro da Presidência", afirmam os procuradores Paes de Faria e Vítor Magalhães na página 100 do despacho final assinado na passada sexta-feira.

"Na verdade, foram eles os principais decisores políticos do processo de licenciamento [...] e, além do mais, foram referidos em diversos documentos apreendidos e em depoimentos prestados" nos autos, justificam os magistrados. Logo a seguir, elencam um conjunto de 27 questões que "importaria que o então ministro do Ambiente esclarecesse" e dez outras que deveriam ser dirigidas ao "secretário de Estado do Ambiente" (que na altura era Rui Nobre Gonçalves), tudo levando a crer que a anterior referência ao ex-secretário de Estado do Ordenamento, Pedro Silva Pereira, resultou de um lapso.

A importância de ouvir Sócrates e Rui Gonçalves é desenvolvida no capítulo do despacho intitulado "Diligências não realizadas/concluídas", onde são também referidas quatro cartas rogatórias dirigidas a autoridades judiciais estrangeiras e que ainda não obtiveram resposta. Uma delas tinha por objectivo a inquirição de Sean Collidge, ex-presidente do grupo britânico Freeport.

Os procuradores - que receberam o relatório final da Polícia Judiciária no dia 21 de Junho - explicam que o vice-procurador-geral da República proferiu um despacho, no dia 4 do mês passado, em que fixou o dia 25 de Julho como o do fim do prazo para o encerramento do inquérito. "Tendo em atenção este facto", e o disposto na lei do Conselho de Estado quanto à obrigatoriedade de obter autorização daquele órgão para ouvir o primeiro-ministro, os titulares do inquérito concluem que "mostra-se, por ora, inviabilizada" a inquirição de José Sócrates e a realização das restantes diligências referidas, deduzindo-se assim o despacho final.

Perguntas que o MP não fez

Entre as 27 perguntas que os investigadores dizem não ter podido fazer ao primeiro-ministro, destacam-se as seguintes, reportando-se sempre a documentos e depoimentos constantes dos autos: "Confirma a recepção, na sua residência, de uma carta que lhe terá sido dirigida pelo arguido Manuel Pedro, tratando-o por "Caro amigo"?"; "Confirma ter havido um apoio efectivo da família Carvalho Monteiro [tio e primos de Sócrates] ao licenciamento do Freeport?"; "Encontra alguma explicação" para o teor das declarações produzidas nos autos por Hugo Monteiro (seu primo), segundo o qual a reunião promovida pelo pai com o então ministro do Ambiente "foi realizada e contribuiu decisivamente para o licenciamento" do Freeport?; "Encontra alguma explicação" para as declarações de Hugo Monteiro "no sentido de que, ainda antes da apresentação do projecto, foi ter consigo, a sua casa, na Rua Braancamp, em Lisboa, perguntando-lhe se não se importava que ele invocasse o seu nome, para prestigiar o projecto, ao que terá respondido afirmativamente?"; "Como explica o envio, através da conta de correio electrónico josesocrates@ps.pt, de uma mensagem de propaganda eleitoral ao arguido Charles Smith (charlessmith@mail.telepac.pt), sendo certo que o mesmo é de nacionalidade estrangeira e não inscrito nos respectivos cadernos eleitorais?"; "Confirma que, em Outubro de 2000, enquanto ministro do Ambiente, deu alguma orientação no sentido do ICN apresentar proposta" de alteração dos limites da ZPE [Zona de Protecção Especial] do Estuário do Tejo?; "Teve conhecimento da colaboração do arguido Eduardo Capinha Lopes nas campanhas eleitorais do PS para as autárquicas de 2001, nomeadamente em Grândola, Santiago do Cacém, Moita, Barreiro e Alcochete e, em caso afirmativo, se essa colaboração influenciou a sua escolha para o desenvolvimento dos projectos de arquitectura do complexo Freeport?".
José António Cerejo
(Público')
Ler mais aqui:
http://jornal.publico.pt/noticia/29-07-2010/procuradores-quiseram-ouvir-socrates-mas-nao-tiveram-tempo-19922208.htm

A GARGALHADA DO DIA

«Procuradores quiseram ouvir Sócrates mas não tiveram tempo»

'Público'

PETIÇÃO


http://freesakineh.org/

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=WpBkT5kJK-A&NR=1

quarta-feira, 28 de julho de 2010

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=zz9C0xaLTxE

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«O Ministério Público acusa os dois promotores do Freeport, Charles Smith e Manuel Pedro, apenas da prática de crimes de tentativa de extorsão, mas a investigação continua no âmbito do crime de fraude fiscal. A procuradora Cândida Almeida decidiu pelo arquivamento dos autos relativos a corrupção activa e passiva, tráfico de influência, branqueamento de capitais e financiamento ilegal de partidos políticos.»
CM

terça-feira, 27 de julho de 2010

FICÇÕES


Nova edição revista e aumentada do romance de pirataria «Fax de Macau», agora com o título «O Estranho Caso dos Corruptos em Zona de Protecção Especial».
Sessão de lançamento e autógrafos, hoje, na Livraria «Alves dos Reis», no 'Out Let' de Alcochete, com a presença dos protagonistas Bibi Smith e Bibi Peter.

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=3drqJ1bUmEA

segunda-feira, 26 de julho de 2010

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«O Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) anunciou hoje que deu por concluído o processo Freeport, relacionado com o licenciamento do outlet de Alcochete. Charles Smith e Manuel Pedro foram os únicos acusados»
.
Expresso online

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=I-QaJRbzUnE

A GARGALHADA DO DIA

"É preciso vir para a rua, para as praças, fábricas e escolas exigirmos que Portugal tenha a mudança que todos os portugueses merecem".
.
Alberto João Jardim

domingo, 25 de julho de 2010

NOCTURNO DE CHOPIN (VARIAÇÕES)




Era esta nota, folha diáfana de choupo, arrepiando ao de leve a superfície das águas do rio, que ouvi sibilina na noite cálida de ontem, olhando a lua cheia e a estrela da manhã, já sabendo que o vento não, nem suão, as árvores paradas, como estátuas, noites do sul, do alentejo serrano, nem vivalma, nas portas e poiais, isso era antigamente:
- O astro tá parado, compadre
-Parece que mexeram as folhas agora

Vozes nos caminhos perdidos do tempo.
A folha. dizia eu. a nota. de voz do céu. da música, entenda-se. Nocturna. De Chopin. Fez falta ontem neste clima de escorpião, de lacrau, para quem não saiba. Doçura de piano. Vestidos de cetim. Lábios de donzela com peitos de regaço. Abraços. Na noite cálida, Chopin fez falta. Ontem à noite. No deserto. Sem tâmaras.

.
Eduardo Aleixo

EL REMORDIMIENTO


He cometido el peor de los pecados
que un hombre puede cometer. No he sido
feliz. Que los glaciares del olvido
me arrastren y me pierdan, despiadados.
Mis padres me engendraron para el juego
arriesgado y hermoso de la vida,
para la tierra, el agua, el aire, el fuego.
Los defraudé. No fui feliz. Cumplida
no fue su joven voluntad. Mi mente
se aplicó a las simétricas porfías
del arte, que entreteje naderías.
Me legaron valor. No fui valiente.
No me abandona. Siempre está a mi lado
la sombra de haber sido un desdichado.
JORGE LUIS BORGES

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=YGRO05WcNDk

sábado, 24 de julho de 2010

PREOCUPAÇÕES

Com este Presidente da República, com este Primeiro-Ministro, com este líder da Oposição e com este novo guarda-redes do Benfica, começo a ficar preocupado...

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=Qb_jQBgzU-I

UM IMENSO ADEUS


«O nível de ignorância deste país horroriza e, sobretudo, a satisfação com essa ignorância. É um país onde existe muita antipatia e muito mau feitio, com escasso - para não dizer nulo - nível moral. E a mim parece-me que, se alguém é minimamente culto, está perdido.»

sexta-feira, 23 de julho de 2010

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=o0VwTw1eZ1k&feature=fvst

CPLP

O ditador de serviço na Guiné Equatorial, chegado ao poder sentado na urna que ele próprio encomendou para o tio e seu antecessor (mas, isto de divergências com tios, acontece um pouco por todo o mundo, como sabemos), pessoa dada a corrupções diversas, pediu, em documento redigido em Castelhano, a adesão à CPLP.
Bom, isto de falta de legitimidade democrática e de corrupção em abundância não é novidade na CPLP, de que fazem parte, recorde-se a propósito, Angola, Portugal e Guiné-Bissau. A chatice, parece-me, será aquela pequena questão da língua. É que por lá, o português não se fala nem à moda do Joe Berardo, apesar do decreto que lhe deu estatuto de língua oficial.
Uma chatice. Às vezes, estes pequenos pormenores são uma chatice.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=JYWOkZ13ZFg

SOLIDARIEDADE JSD

Os dirigentes dos partidos 'do arco do poder', como eles gostam de dizer - PS, PSD, CDS - têm, como se sabe, muitas coisas em comum. Desde logo, e na origem, a sua militância na JSD, berço de brilhantes carreiras políticas.
E, pelo que se tem visto, a solidariedade dos 'Jotas' laranjas mantém-se ao longo dos anos resistindo, mesmo, à plural escolha de atalhos para a chegada ao poder.
Agora mesmo, e numa fase de afundamento do 'engenheiro da Independente', aí está Coelho, o Passos, reputado gestor de lixeiras, a atirar-lhe uma bóia de salvação para que possam, de passo certo, continuar a dança macabra.
A proposta de revisão constitucional que o 'liberal à transmontana' apresentou - e na data em que o fez - teve uma única virtude: deu ao moço de fretes do 'Tratado de Lisboa' a possibilidade de mostrar a sua costela (ia escrever 'costeleta', mas contive-me...) de esquerda e apresentar-se como um feroz militante anti-neoliberalismo.
Risível. Tudo isto seria risível se não fosse trágico.

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«O ex-líder do PSD Marques Mendes - que foi o "pai" da ideia de suspender políticos acusados ou condenados em processos judiciais - lamenta que a proposta continue a arrastar-se pelo Parlamento. "Para ficarem bem vistos junto dos eleitores, os partidos dizem sempre que é preciso legislar nesse sentido. Até apresentam projectos, até os aprovam na generalidade, mas para se protegerem a si próprios e aos amigos, quando chega à hora da verdade, não levam à votação final o que dizem defender", disse o social-democrata ao DN. Em 2005, Luís Marques Mendes foi responsável por uma proposta que foi aprovada no Parlamento mas que acabou por caducar. Desde então, tem continuado a defender a aprovação desta lei. No entanto, a proposta ainda não entrou em vigor. É por isso que Marques Mendes vai mais longe e lamenta: "Já são cinco anos de falta de coragem para agir. É uma vergonha. Uma imoralidade. É assim que se agrava cada vez mais um fosso de confiança entre os políticos e a opinião pública."»
(DN)

quarta-feira, 21 de julho de 2010

UM IMENSO ADEUS


TÉDIO
.
Não vivo, mal vegeto, duro apenas,
Vazio dos sentidos porque existo;
Não tenho infelizmente sequer penas,
E o meu mal é ser (alheio Cristo)
Nestas horas doridas e serenas
Completamente consciente disto.

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=N8GQezTkroA

DE OUTROS

«O Governo desleixou as comemorações do bicentenário do nascimento de Herculano. Está na natureza do Governo. O dr. Cavaco ignorou a data. É a sua relutância às minudências da cultura. O dr. Cavaco tem mais de se ralar do que se apoquentar com a efeméride. Aliás, creio que nem o Governo nem o dr. Cavaco alguma vez se debruçaram sobre uma linha sequer, uma escassa e minguada linha escrita pelo grande historiador. E, no entanto, a chamada de atenção, as celebrações a um homem e a uma obra que tentaram resgatar, do soturno viver, um povo deprimido, deviam proceder das mais altas instâncias.»
Baptista-Bastos
(DN)

CARTOLAS E PARCEIROS


«É preciso ter músculo financeiro, é preciso ter paciência e é preciso escolher parceiros certos, o que é fundamental.»
.
Jorge Coelho
(Mota-Engil)

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«Em 2007, o autor da revisão constitucional do PSD, onde se propõe uma maior flexibilidade laboral, saiu do BCP com uma indemnização de 10 milhões de euros e com o compromisso de receber até final de vida uma pensão anual equivalente a 500 mil euros.»
Blogue Arrastão

terça-feira, 20 de julho de 2010

segunda-feira, 19 de julho de 2010

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=aKmimcJGQEw

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«Vendas de automóveis de luxo em Portugal aceleram em 2010 e Porsche prevê "ano recorde".»

«I»
http://www.youtube.com/watch?v=pZonZntFU7Y

domingo, 18 de julho de 2010

INTERVALO MUSICAL


http://www.youtube.com/watch?v=n6XBAvLjGOk&feature=related

FIQUEMOS PELO BOMTEMPO



Em fim de quinzena de desintoxicação televisiva, começo o santo dia ouvindo João Domingos Bomtempo.

E para que seja pleno o prazer da audição, finjo desconhecer o nome da pianista e, sobretudo, tento não associá-lo à actual Ministra da Cultura que com as trapalhadas que já arranjou (impostos sobre prémios de fotografia, reduz/não reduz os apoios, críticas a um director-geral que manteve em funções) e a preocupação da imagem (ver entrevista ao 'Expresso') provou que foi rápida na absorção do socretino estilo de vida.

TÃO QUERIDO...

"A minha candidatura complementa a de Alegre"
.
Defensor de Moura
(Deputado do PS)
«I»

CADA CONCURSO, CADA MELRO

Afinal, aquele gajo com ar de porteiro de 'boite' que fez de gorila na Secretaria de Estado da Lurdes da Educação e que está agora de Secretário de Estado do Desemprego, também tem no seu curriculo brilhantes actuações lá nas berças:«Três concursos para a colocação de professores no Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), abertos em 2001 e presididos pelo então presidente do IPCB e actual secretário de Estado do Emprego e Formação Profissional, Valter Lemos, foram anulados pelos tribunais por causa de ilegalidades no processo de nomeação dos júris e no funcionamento dos concursos.» (Público)

sábado, 17 de julho de 2010

GUINÉ - UM DOCUMENTO



http://www.ina.fr/playlist/sport/ma-premiere-selection.248492.fr.html

CONVERSA COM O LIXEIRO



Amigo lixeiro, mais paciência.
Você não pode fazer greve.
Não lhe falaram isto, pela voz
do seu prudente sindicato?
Não sabe que sua pá de lixo
é essencial a segurança nacional?

A lei o diz (decreto-lei que
nem sei se pode assim chamar-se,
em todo caso papel forte,
papel assustador). Tome cuidado,
lixeiro camarada, e pegue a pá,
me remova depressa este monturo
que ofende a minha vista e o meu olfato.

Você já pensou que descalabro,
que injustiça ao nosso status ipanêmico, lebloniano,
sanconrádico,
barramárico,
se as calçadas da Vieira Souto e outras conspícuas
vias de alto coturno continuarem
repletas de pacotes, latões e sacos plásticos
(estes, embora azuis), anunciando
uma outra e feia festa: a da decomposição
mor das coisas do nosso tempo,
orgulhoso de técnica e de cleaning?
.
Ah, que feio, meu querido,
essa irmanar de ruas, avenidas,
becos, bulevares, vielas e betesgas e tatatá
do nosso Rio tão turístico
e tão compartimentado socialmente,
na mesma chave de perfume intenso
que Lanvin jamais assinaria!

Veja você, meu caro irrefletido:
a Rua Cata-Piolho, em Deus-me-livre,
equiparada à Atlântica Avenida
(ou esta àquela)
por idêntico cheiro e as mesmas moscas
sartrianamente varejando,
os restos tão diversos uns dos outros,
como se até nos restos não houvesse
a diferença que vai do lixo ao luxo!

Há lixo e lixo, meu lixeiro.
O lixo comercial é bem distinto
do lixo residencial, e este, complexo,
oferece os mais vários atrativos
a quem sequer tem lixo a jogar fora.
Ouço falar que tudo se resume
em você ganhar um pouco mais
de mínimos salários.
Ora essa, rapaz: já não lhe basta
ser o confiscável serviçal
a que o Rio confere a alta missão
de sumir com seus podres, contribuindo
para que nossa imagem se redobre
de graças mil sob este céu de anil?

Vamos, aperte mais o cinto,
se o tiver (barbante mesmo serve)
e pense na cidade, nos seus mitos
que cumpre manter asseados e luzidos.

Não me faça mais greve, irmão-lixeiro.
Eu sei que há pouco pão e muita pá,
e nem sempre ou jamais se encontram dólares,
jóias, letras de câmbio e outros milagres
no aterro sanitário.

E daí? Você tem a ginga, o molejo necessários
para tirar de letra um samba caprichado
naqueles comerciais de televisão,
e ganhar com isto o seu cachê
fazendo frente ao torniquete
da inflação.

Pelo que, prezadíssimo lixeiro,
estamos conversados e entendidos:
você já sabe que é essencial
à segurança nacional
e, por que não, à segurança multinacional.
.
Carlos Drummond de Andrade

CORTES & CORTES, SA

«Ernâni Lopes defende corte de 15 ou 20% no salário dos funcionários públicos»
'Jornal de Negócios'
.
«Cortar a reforma que Ernâni Lopes recebe do Banco de Portugal desde os 47 anos. A cru e sem explicações.»
Daniel Oliveira
(Blogue Arrastão)

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«São várias as contradições entre as declarações públicas de Hugo Monteiro, primo de José Sócrates, e as prestadas no processo do Freeport. Em Maio de 2009, o familiar do primeiro-ministro garantiu, numa entrevista ao semanário Expresso, que José Sócrates não o autorizou a invocar o seu nome como uma espécie de caução moral para apresentar um projecto de marketing ao Freeport. Ouvido como testemunha na investigação judicial, a história contada foi outra.

Eis o relato de Hugo Monteiro, que consta do relatório final da Polícia Judiciária, que o DN tem vindo a revelar: "Antes de apresentar o projecto tinha ido ter com o seu primo, José Sócrates, a casa dele, na Rua Braamcamp, a fim de lhe pedir se não se importava que dissesse que era primo dele, para prestigiar o projecto. [Referiu] Que tinham tomado um café numa pastelaria ao lado e que o seu primo lhe disse que o podia fazer."»
(DN)

E AGORA, JOSÉ?


http://www.youtube.com/watch?v=2Dl2A-L49iw&feature=related

sexta-feira, 16 de julho de 2010

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«André Figueiredo, chefe de gabinete de José Sócrates enquanto secretário-geral do PS, assumiu à investigação do processo Freeport a paternidade de um email enviado do endereço josesocrates@ps.pt para o email de um dos arguidos do processo, Charles Smith (charlessmith@mail.telepac.pt). Em causa estava uma mensagem de apoio eleitoral ao então candidato a primeiro-ministro, em 2005.» (DN)

ENSINO, EMPREGO, CIDADANIA


«Carlos Silva, 47 anos, professor que continua a dar aulas de Cidadania e Empregabilidade numa escola básica e secundária de Óbidos, foi ontem condenado a um ano de prisão por ter exibido o pénis e por ter importunado sexualmente duas meninas, de 6 e 9 anos, que brincavam na via pública.» (CM)