segunda-feira, 20 de novembro de 2017

DIVULGAÇÃO


BRUNINHO, O MALANDRECO...

Ex-secretário de Estado de Passos Coelho acusado de enviar fotos do pénis a jornalista

Norte-americana publica conversas com Bruno Maçães nas redes sociais e denuncia assédio.

Bruno Maçães, ex-secretário de Estado dos Assuntos Europeus do Governo de Passos Coelho, está a ser acusado de assédio sexual na rede social Twitter por parte de Lily Lynch, jornalista norte-americana e co-fundadora do site Balkanist. Lynch afirma que o ex-secretário de Estado lhe enviou fotografias do pénis, pelo que teve que o bloquear naquela rede social. "Uma total aberração. Há tantos destes. Ele enviou-me uma ‘dick pic’ [fotografia do pénis] e eu bloqueei-o. Depois enviou-me um email a perguntar por que o tinha bloqueado lol", escreve Lily Lynch no Twitter.
CM

(Quem diria que por trás de um rapazola com ar de supranumerário da Opus Dei se esconde um verdadeiro Strauss Khan?)


MAIS UM MARQUÊS

Público

UMA CASA PORTUGUESA COM CERTEZA

CIP indisponível para aumentar salário mínimo para 600 euros


HINO DA CIP (Excerto)

Numa casa portuguesa fica bem
Pão e vinho sobre a mesa
E se à porta humildemente bate alguém,
Senta-se à mesa com a gente
Fica bem essa fraqueza, fica bem,
Que o povo nunca a desmente
A alegria da pobreza
Está nesta grande riqueza
De dar, e ficar contente

No conforto pobrezinho do meu lar,
Há fartura de carinho
A cortina da janela e o luar,
Mais o sol que bate nela
Basta pouco, poucochinho pra alegrar
Uma existência singela
É só amor, pão e vinho
E um caldo verde, verdinho
A fumegar na tijela

domingo, 19 de novembro de 2017

MONSTERS SUMMIT

Foi em Lisboa, há poucos dias, que um robot chamado Sophia fez o aviso à navegação: "Vamos ficar com os vossos empregos". A monstruosidade foi recebida, na sala, com um silêncio bovino e, cá fora, com uma indiferença preocupante.
Pois eu fiquei arrepiado: quando os avanços da ciência e da tecnologia são capturados por gente sem princípios nem escrúpulos, lembro-me sempre de Hiroshima. E tenho medo.

É FARTAR, MPLAGEM!

Detido diretor do Tesouro angolano por suspeita de desvio de verbas

O diretor nacional do Tesouro angolano, Edson Vaz, foi detido pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) de Angola, no âmbito de uma investigação policial a alegados desvios de verbas do Estado através de contratos celebrados com empresas fictícias (Visão)


O AFUNDANÇO DO BAVA

Como Zeinal Bava afundou a PT em benefício do BES

"Austero nos gastos” e “cioso do controlo dos custos”, “o mais competente dos presidentes-executivos da PT”, um dos melhores CEO da Europa, “o gestor do ano”,“o génio das Finanças”, “o guru dos mercados financeiros”, “o Messi das telecomunicações”.

sábado, 18 de novembro de 2017

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

DIVULGAÇÃO

Literatura e Pensamento

Os Trabalhadores Forçados Portugueses no III Reich

Exposição

CCB

A 17 de novembro será inaugurada a primeira exposição que aborda o tema dos portugueses de todas as origens e condições que foram sujeitos a trabalhos forçados no âmbito do sistema concentracionário do III Reich, nomeadamente durante a II Guerra Mundial.
A exposição Os Trabalhadores Forçados Portugueses no III Reich é resultado de um projeto de investigação do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, apoiado pela fundação alemã EVZ – Erinnerung, Verantwortung, Zukunft (Memória, Responsabilidade, Futuro), pelo Goethe-Institut e pela Associação CIVICA (França).
O projeto é dirigido pelo historiador Fernando Rosas que coordena uma equipa de investigadores de vários países europeus.

Centro de Congressos e Reuniões | Piso 1
17 novembro 2017 a 22 janeiro 2018
De segunda a sexta das 08:00 às 20:00
Sábados, domingos e feriados das 10:00 às 18:00


Produção | CCB

SUGESTÃO


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

"ANGOLA É NOSSA", DIZIAM ELES

"Só o medo de uns, a cobiça de outros e a ignorância de muitos permitiu que nos últimos anos Isabel dos Santos passasse a ser tratada como “empresária” em vez de “filha de José Eduardo dos Santos”. Os seus negócios proliferaram sem se saber a origem do dinheiro, o que é uma forma de dizer que todos sabiam de onde vinha o dinheiro: de operações em Angola capturadas pelo nepotismo de uma família de poder e que através do poder se distribuiu pelos postos de influência, de dinheiro e relacionamento com o Estado. A exoneração de Isabel dos Santos da Sonangol é um despejo de um palácio do poder. É um momento histórico."

Pedro Santos Guerreiro
Expresso

O RENDER DA GUARDA


Isabel dos Santos exonerada da Sonangol pelo Presidente de Angola

Presidente angolano retira gestão da televisão pública a filhos do ex-chefe de Estado Segundo canal da TPA vai ser retirado à Semba, empresa dos filhos de Eduardo dos Santos.

FUTESGOTOL

Pedro Guerra tem um "espião" na Federação

O comentador recebeu vários documentos internos da FPF através de Horácio Piriquito, membro do Conselho Fiscal. FPF avança com queixa-crime (Sábado)

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

IBERO - FALANGISMO

"Voltando à nossa direita, o que os leva a todo este vigor espanholista? Em primeiro lugar, o espanholismo em Espanha é a reacção – sim, a velha e cruel e violenta reacção personificada no PP e nos proto e verdadeiros falangistas que apareceram nas ruas a gritar pela Espanha "una" – e eles gostam da reacção. O problema é que esse mesmo espanholismo em que agora se filiaram é tradicionalmente antiportuguês, o que parece não os incomodar muito. Um dos aspectos porque é assim é a ignorância da história, e nunca devemos menosprezar o papel da ignorância nestas coisas."

J. Pacheco Pereira
Sábado

SUGESTÃO


FUTESGOTOL

Fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou à agência Lusa, esta terça-feira, a existência de uma investigação ao director-geral do FC Porto, Luís Gonçalves, por corrupção na actividade desportiva.

RR

terça-feira, 14 de novembro de 2017

BACCHANAL SUMMIT

CM

CHICO BARRETO ESPERTO XAVIER

Corria o ano de 2014. O governo de INDIGNIDADE NACIONAL ia a meio do seu mandato. Ao tempo, os números eram tratados como pessoas e as pessoas tratadas como números. As decisões só eram tomadas depois de visto à lupa o rácio custo/benefício (os doentes com hepatite C, lembram-se?, iam morrendo a bom ritmo porque o medicamento para o seu tratamento era mais caro do que o funeral).
Pois foi neste ambiente de peste e cólera que a Cultura, privada do seu Ministério por obra e graça do comissário Viegas, se vergou às leis do Deus Mercado. Um tal Barreto Xavier, caído não se sabe muito bem de onde, sucessor do Viegas, usando, ao tempo, a alcunha de Secretário de Estado da Cultura, decidiu por despacho o casamento perfeito - património cultural com o comércio. A coisa foi feita com todo o pormenor: nome do monumento, tempo de ocupação, conteúdo do entretenimento, preço (praticamente, um plágio das regras estabelecidas pelas 'mais antigas profissionais do mundo' que contemplavam o nome da pensão, tempo da 'função', pratos disponíveis e bandeirada).
O negócio lá ia fazendo o seu caminho sem grandes sobressaltos até que uns maluquinhos dos computadores, depois de um evento que dá pelo nome de 'Web Summit', resolveram fazer uma patuscada no Panteão Nacional. Bronca, deu bronca, como era de esperar.
Os holofotes da indignação caíram em cima do Xavier, mas o homenzinho, sem se descompor, veio justificar-se e apontar o dedo aos verdadeiros responsáveis: ele lançou o negócio, mas os directores-gerais podiam fazer de ASAE e fechar as lojas e não o fizeram, logo, são estes os réus. Brilhante! Genial! O Barreto é um Chico, o Xavier é um esperto. O Barreto Xavier é um Chico esperto! 

segunda-feira, 13 de novembro de 2017