domingo, 8 de dezembro de 2019

O IRREVOGÁVEL COLECCIONADOR DE TACHOS


Paulo Portas curador na Fundação Champalimaud

A escolha pode revelar uma certa grandeza de Leonor Beleza, mas não deixa de evidenciar a pequenez de um irrevogável arlequim.

NOVA RECEITA: QUEIJO LIMIANO COM PONCHA

Albuquerque diz que deputados madeirenses do PSD no Parlamento podem viabilizar OE

Miguel Albuquerque alega que,em caso de verem
 satisfeitas as reivindicações do PSD/M,
 os deputados no Parlamento não terão "qualquer
 problema" em aprovar o Orçamento.
TSF

CLAQUES E SEUS MENTORES

Mustafá e Pereira Cristóvão condenados a prisão por assaltos violentos a residências


Líder da Juventude Leonina condenado a 6 anos e 4 meses de prisão e o antigo inspetor da PJ, e também ex-dirigente do Sporting, a 7 anos e meio. Ambos com penas efetivas

Expresso

sábado, 7 de dezembro de 2019

QUE VIVA ALFRAGIDE

PSP abre processo disciplinar a ex-sindicalista que criticou Ventura

Manuel Morais, agente do Corpo de Intervenção da PSP, criticou a presença do líder do Chega na última manifestação de polícias. "Senti nojo. Houve um assalto de André Ventura à manifestação", afirmou

DOUTRINA E FORMAÇÃO

Major condenado por tortura trabalha na Formação da GNR

O major da GNR condenado no Tribunal de Setúbal a quatro anos e meio de prisão efetiva por quatro crimes de tortura, por ter chicoteado assaltantes, na Comporta, Grândola, foi colocado no Comando de Doutrina e Formação da GNR, que superintende toda a formação. (JN)

ARTISTA DE RÁDIO, TV, DISCO E CASSETE PIRATA


sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Hallo, Dummkopf, sieh Dir den Ballon an







And so it ends. Marco Silva despedido do Everton

Título de Tribuna/Expresso

CIRCO CHUNGA

Chega prepara "inversão" do seu programa anti-Estado Social

O Chega retirou o seu programa eleitoral do respetivo site - mas promete repô-lo. O que prepara, entretanto, em matéria de Estado Social, é "uma clarificação em sentido inverso" do "atual espírito" do programa.

DIVULGAÇÃO


OS SEGREDOS DA JUSTIÇA

Procurador investigado por ajudar traficante a fugir da cadeia

A Polícia Judiciária está a investigar um magistrado do Ministério Público (MP) de Lisboa, num processo de corrupção em que o visado é suspeito de ter ajudado um traficante num plano de fuga da cadeia.
Pelos mesmos factos, quatro elementos de um grupo que se dedicava a introduzir cocaína em Portugal já foram acusados de corrupção ativa. Mas a parte relativa ao crime de corrupção passiva, por dizer respeito a um procurador da República, foi separada do inquérito original e continua pendente no MP do Tribunal da Relação de Lisboa.
O procurador sob suspeita, Carlos Figueira, já foi constituído arguido, mas garantiu, ao JN, que está inocente. (JN)

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

PREVENÇÃO DA PESTE SUÍNA


Ontem, o sub-fascista Ventura, do Chunga!, teve direito a seis minutos de cacofonia, na Assembleia da República.
No fim, silêncio na sala. Os deputados perceberam que, em certas circunstâncias, o desprezo é uma boa profilaxia da peste suína.

SUGESTÃO











A poesia completa de David Mourão-Ferreira chega finalmente às livrarias a 7 de novembro com a chancela Assírio & Alvim.
Desta edição de Obra Poética, organizada e revista por Luis Manuel Gaspar com a colaboração de David Ferreira, fazem parte todos os livros e conjuntos de poemas organizados e publicados pelo autor, nomeadamente Obra Poética 1948-1988, com introdução de Eduardo Prado Coelho, e a sua obra posterior: Lisboa — Luzes e Sombras (1992), Música de Cama (1994), e Rime Petrose, cinco sonetos publicados na revista Colóquio/Letras em janeiro de 1995. Inclui ainda o Cancioneiro de Natal, iniciado em 1960 e que o autor considerava uma «obra “aberta” ou “em suspenso”», e agora concluído com um poema de 1995, «Som de Natal».

OS SEGREDOS DA JUSTIÇA

Conselho Superior da Magistratura expulsa Rui Rangel e reforma Fátima Galante

Ambos os magistrados são suspeitos na Operação Lex que investiga indícios de corrupção. Já tinham sido suspensos e agora são expulsos antes da conclusão do processo crime que está nas mãos de Maria José Morgado

Expresso

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

CATÁSTROFE AMBIENTAL


A maior avaliação internacional em Educação confirma que os jovens estão a perder hábitos de leitura. Quase um terço confessam que só leem se forem obrigados, embora todos passem três horas por dia online
Expresso

Hallo, Dummkopf, sieh Dir den Ballon an




Rubrica do 'Expresso', jornal português.

OLHA QUEM FALA


terça-feira, 3 de dezembro de 2019

GANHAR COM GOLEADA

OPA no Benfica 'dá' 25 milhões a quatro empresários

Além de Luís Filipe Vieira, que pode vir a receber mais de 3,7 milhões com a venda das suas ações, também os empresários José António dos Santos, José Guilherme, Joaquim Oliveira e os donos da Quinta de Jugais vão recuperar milhões com esta OPA. (Sol)

DIVULGAÇÃO



O LIVRO
Numa época em que as redes sociais conquistaram um enorme protagonismo, a televisão continua a ocupar um lugar muito relevante na vida quotidiana dos cidadãos. A televisão replica o real à sua medida e o que não aparece no ecrã não existe socialmente. A política, apesar das redes sociais, continua a ser o exemplo maior. Por essa razão se fala de democracia do público.
É uma fascinante janela aberta sobre o mundo. Na praça da televisão há entretenimento e informação, há companhia para os solitários e viagens para sonhadores. Sem sair de casa. Nela nascem, crescem e morrem praticamente todas as polémicas, políticas e mundanas, que animam os nossos dias.
Poucos são os que a fazem e milhões os que a vêem. João de Almeida Santos não faz crítica de televisão. Coloca-se, nesta reflexão, num intervalo que lhe permite ver em simultâneo a televisão e o espectador. E, a partir dessa posição, analisa, desmonta e aprofunda a lógica desse mecanismo fantástico que comanda o nosso quotidiano.

JOÃO DE ALMEIDA SANTOS
Licenciado em Filosofia. Doutorado pela Universidade de Roma «La Sapienza» e pela Universidade Complutense de Madrid, nas quais foi também professor. É director da Faculdade de Ciências Sociais, Educação e Administração da Universidade Lusófona, do Centro de Investigação em Política, Economia e Sociedade e da revista ResPublica.
É autor ou co-autor de mais de duas dezenas de obras, de que são exemplo Media e Poder, Os Intelectuais e o PoderParadoxos da Democracia ou Via dei Portoghesi.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

HISTÓRIA - REVISÃO DA MATÉRIA


Sr. Ricardo Costa, expor o quadro, sff, na redacção da SIC (secção efemérides):

1º de dezembro de 1640 - Implantação da República;
5 de outubro de 1910 - Batalha de Ourique;
28 de maio de 1926 - Tomada de Lisboa aos mouros;
25 de abril de 1974 - Chegada dos portugueses à Lua.



O SAMBA DA FASCISTAGEM

Bolsonaro quer ter militares nas ruas com licença para matar

O Presidente brasileiro e alguns ministros multiplicam acenos à ditadura, sugerindo a possibilidade de legislar para poderem chamar militares para conter manifestações e dispersar ocupações de terras.
Público