quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A VÍRGULA

Há uns aninhos, lá pelos oitenta do século passado, a jornalista Helena Sanches Osório escrevia no 'Indepedente' que uma vírgula introduzida sub-repticiamente num decreto teria valido ao seu autor um 'prémio' de 100 mil contos.
Confesso que, ao tempo, não acreditei. Porém, com a degradação da vida política portuguesa a que tenho assistido, hoje, acredito nisso e em tudo o que, de muito pior, tem vindo a ser noticiado.
Talvez por isso e por deficiência na vista que as lunetas nem sempre corrigem, não detectei a vírgula na foto da primeira página do JN que referia as despesas 'ilegais' do trabalhador Amorim. E fiz contas a 31 milhões de euros quando eram bem 3,1 milhões de euros.
Aqui fica a rectificação com os pedidos de desculpas aos leitores, ao trabalhador Amorim e aos trabalhadores do fisco que detectaram a marosca.
E feito este reparo, mantenho tudo o mais que escrevi no 'post'. Afinal, mais vírgula, menos vírgula, a questão essencial mantém-se: a West Coast é um Inferno para muitos e um Paraíso para poucos.



NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

terça-feira, 29 de novembro de 2011

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

Absolvido director de jornal que comparou Jardim a Hitler

O tribunal Judicial do Funchal absolveu esta tarde Eduardo Welsh do crime de difamação por abuso de liberdade de imprensa, de que era acusado pelo Ministério Público, por ter publicado uma fotomontagem do presidente do governo regional da Madeira, Alberto João Jardim, com as vestes de Hitler, na capa do quinzenário “Garajau”, de que era director.
Público

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

€40 milhões só para estudar aeroporto chumbado na Ota

NAER gastou mais de €40 milhões a estudar a construção do novo aeroporto de Lisboa na Ota, Alenquer, uma localização que viria a ser abandonada.

EXPRESSO



DESPESAS & DESPESAS, SARL

Segundo o 'Expresso' de 3 de Fevereiro de 2009, «A Corticeira Amorim, empresa dos irmãos Américo, António e Joaquim Amorim iniciou um processo de negociação para o despedimento de 193 colaboradores, como forma de adaptar a produção à quebra esperada na procura, anunciou a própria empresa em comunicado à CMVM.»
Vamos ser generosos para os trabalhadores despedidos e imaginar que o custo gerado por cada um era, em média, de 1000€/mês (14.000€/ano).
A ser assim, os 193 trabalhadores no activo implicariam custos anuais de 2,7 milhões de euros à empresa do trabalhador Amorim e ao fim de 11 anos e meio atingiriam 31 milhões de euros.
É muito? Será. Tanto como as despesas 'ilegais' que o JN refere na sua edição de hoje! (Ver 'post' abaixo).
E aqui temos mais um exemplo demonstrativo de como, com o mesmo dinheiro, se podem fazer distintas despesas.
É só uma questão de critério...






SEMPRE "AS DESPESAS"

O REGRESSO TARDIO DE JEAN MOULIN

(NÃO) VIVER ACIMA DAS SUAS POSSIBILIDADES

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

HOT CLUB

O Hot Clube de Portugal prepara-se para reabrir portas no dia 21 de Dezembro. Dois anos após o incêndio que destruiu a cave onde funcionava o clube de jazz, este regressa, com morada na Praça da Alegria, em Lisboa, e com três dias de espectáculos.
A reabertura do Hot Clube Portugal (HCP) tem data marcada para 21 de Dezembro e será assinalada com espectáculos de entrada gratuita que se prolongarão até dia 23.

Em cartaz estará a "prata da casa", segundo Inês Cunha, presidente do conselho directivo do HCP. O Quarteto e o Septeto do Hot Clube serão as atracções do primeiro dia. No dia 22, o concerto estará a cargo da Big Band. Os três dias de festa serão encerrados por jam sessions com alunos da escola do clube.
Público

COERÊNCIA NA COELHEIRA


A minha condição de trabalhador 'desactivado' tem as suas vantagens: gozo 365 feriados por ano e medito e opino sobre os feriados dos outros.
E já que a palavra de ordem é "Contra os mandriões, trabalhar, trabalhar", trabalhemos sobre o tema... dos feriados.
Alguém consegue imaginar o sr. Pierre Laval, em Vichy, a comemorar o feriado do dia do Armistício e a reivindicar o cumprimento do Tratado de Versalhes, num país ocupado e dirigido por Berlim? Absurdo, não?
Tão absurdo como um país rendido e governado por Berlim, no presente, sem independência nem autonomia, que precisa de autorização estrangeira para construir um hospital, perder um dia de trabalho para comemorar o dia da "Independência Nacional".
Por isso, concordo com a abolição do feriado do 1º de Dezembro. Na coelheira, podem faltar cenouras, mas que haja, pelo menos, coerência!




PÉROLA DO ATLÂNTICO






NOTÍCIAS DO REGIME DE VICHY

Troika dá luz verde ao Governo para liquidar o BPN

Negociações para vender a instituição ao BIC estão num impasse e o Executivo admite desistir do negócio e fechar o banco.

A ‘troika' já deu luz verde ao Governo para liquidar o BPN, ao invés de o vender ao BIC, sabe o Diário Económico.

Diário Económico

OUTROS FUTEBÓIS

Adeptos do Sporting detidos são membros de grupo neonazi

Cerca de 20 elementos da claque do Sporting 1143 recusaram-se a entrar na caixa de segurança. Dois vão hoje a tribunal.

O polémico grupo sportinguista 1143, conhecido pela sua conotação neonazi e por ter sido dirigida pelo skinhead Mário Machado, actualmente detido por vários crimes violentos, voltou a criar problemas no sábado, antes do Benfica-Sporting, da 11.ª jornada da Liga e que terminou com a vitória dos encarnados, por 1-0.

DN

OS TRANSPORTES (PRIVADOS E PÚBLICOS)


domingo, 27 de novembro de 2011

UM IMENSO ADEUS

PUBLICIDADE

A IRMANDADE DA CUNHA

A IRMANDADE DO BLOCO CENTRAL

GOL: 47 irmãos mudam de maçonaria
José Lamego e Fernando Pereira estão entre os que saíram do Grande Oriente Lusitano para a Grande Loja Legal

A Grande Loja Legal de Portugal (GLLP) – a maçonaria regular que muitos dizem estar ligada ao PSD – está neste momento a integrar 47 irmãos que saíram do Grande Oriente Lusitano (GOL), a outra maçonaria, mais associada ao PS. Segundo o SOL apurou junto de fontes maçónicas, há quem não se reveja na actual liderança do GOL, apesar de o novo grão-mestre – Fernando Lima, que tomou posse este Verão – ter ganho por larga maioria.

Entre aquele grupo de 47 maçons estão algumas figuras públicas, sabe o SOL, como o cantor Fernando Pereira e o socialista José Lamego. Figuras que se juntam, na GLLP, a outros nomes conhecidos – nomeadamente, elementos do actual Executivo, como o secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa, e o secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território, Pedro Afonso de Paulo, que em tempos foi adjunto de Isaltino Morais (também ele maçon) no Ministério do Ambiente.

SOL

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

Suspeitas de burla em negócio de blindados militares

Relatório revela que o Estado não recebeu sequer 10% dos 516 milhões de euros de contrapartidas previstas no contrato.

Documento a que DN teve acesso revela que a empresa fornecedora das Pandur tem usado uma "metodologia própria com o propósito de sobrevalorizar as contrapartidas já executadas".

O relatório indica que os responsáveis pelo acompanhamento e pela fiscalização dos contratos não cumpriram a legislação, tendo aceitado documentos à margem da lei. Caso está a ser investigado pelo DCIAP.

DN

Fado - Património Imaterial da Humanidade




"FADO PENICHE"

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

PUBLICIDADE





Tristane Banon, a jornalista francesa que acusou Dominique Strauss-Kahn de violação, passou o caso a livro com o título ‘O Baile dos Hipócritas’.

P.V.P. 10 €

NÃO RESOLVE A CRISE, MAS ALIVIA A TENSÃO NERVOSA



O secretário de Estado grego para a marinha mercante, Adonis Georgiadis, do partido de extrema direita Laos, foi atingido por militantes de esquerda com ovos e laranjas na sua primeira visita ministerial, em Mytilène, indicou hoje fonte policial.
DN

Um indiano demonstrou de forma bastante clara o seu descontentamento contra as políticas do Governo: deu um estalo ao ministro da Agricultura, Sharad Pawar.
CM

O PREÇO DA "AJUDA"

Portugal vai pagar à "troika" 34.400 milhões de euros
Portugal vai pagar um total de 34.400 milhões de euros em juros pelos empréstimos do programa de ajuda da "troika" (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), segundo dados do Governo.

Este valor foi apresentado pelo Ministério das Finanças em resposta a uma questão de Honório Novo, deputado do PCP.

O total do crédito oferecido a Portugal no âmbito do programa de assistência da "troika" é 78 mil milhões de euros.

DN

DIA MUNDIAL CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

DE OUTROS

«Quando o ministro Álvaro Santos Pereira pediu que o tratassem apenas por Álvaro, apreciei o gesto, por revelar ao mesmo tempo uma preocupação ética e estética. Há um poema de Álvaro de Campos que termina com o verso "E havia luar e mar e a solidão, ó Álvaro". A sensibilidade poética de Pessoa levou-o a optar também apenas por Álvaro, e devemos reconhecer todos que o poema não beneficiaria se terminasse com o verso "E havia luar e mar e a solidão, ó sr. ministro da Economia, da Inovação, do Emprego e do Desenvolvimento Regional"»

Ricardo Araújo Pereira
'Visão'


O ESTRANHO MUNDO DOS 'MERCADOS'

«O Ministério Público decidiu acompanhar a acusação do Millennium BCP contra quatro arguidos pelos crimes de ofensa à reputação económica e ofensa à pessoa colectiva. Em causa estão os rumores sobre a falência do banco, que circularam no Verão de 2010. Augusto Ínsua Pereira, advogado do Porto, Isabel Maria Carvalho Reis Fernandes, registada na CMVM como “agente vinculado” de intermediação financeira do Banco Espírito Santo, Inge Preis e Maria Antonieta da Silva Reis Azevedo são os arguidos no processo.

De acordo com a acusação, no dia 9 de Julho de 2010, às 22h30, a arguida Isabel Fernandes enviou um SMS com a seguinte mensagem: “Se têm dinheiro no Millennium BCP transfiram para outro e levantem o máximo que possam”. Nessa sexta-feira já não aconteceu nada, mas na segunda-feira seguinte uma das pessoas que recebeu o sms dirigiu-se à agência do BCP na Parede com a intenção de levantar todo o dinheiro que tinha depositado no banco. “Tal mensagem não podia deixar de merecer credibilidade naqueles que a recebiam, uma vez que a arguida exerce, desde 25.05.2009, a actividade de agente vinculada do Banco Espírito Santo, junto da CMVM”. A acusação defende que a arguida sabia que a mensagem era falsa, prejudicial e ofensiva da credibilidade, consideração, prestígio, confiança e reputação na entidade bancária e, apesar disso, difundiu-a. Tal como todos os outros arguidos.»
'Sábado'

HUMOR NA COELHEIRA

Registo do momento em que a bancada do governo tomou conhecimento do hilariante anúncio do fim da crise feito pelo ministro Álvaro.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

Face Oculta: Escutas revelam poder de Armando Vara

A audição de duas escutas marcou o quarto dia do julgamento da Face Oculta, onde se mostra que Armando Vara tinha a capacidade de travar demissões em empresas públicas.

Armando Vara não exercia cargos públicos, mas tinha poder de influência junto de Sócrates. Só assim se explica que Francisco Bandeira, vice-presidente da Caixa Geral de Depósitos, recorresse ao ex-ministro socialista para travar uma demissão de um administrador de uma empresa pública. Sócrates estava no estrangeiro, mas Vara podia contactá-lo. Como o fez. E desautorizar a secretária de Estado Ana Paula Vitorino. Como aconteceu.

Também não é verdade o que Vara disse ao Tribunal de Aveiro, nos dois dias em que foi interrogado. Designadamente que era absurdo falar-se em demissões nas empresas públicas, a três meses das eleições e a pedido de Manuel Godinho. E que só pensava em assuntos bancários, não tendo qualquer poder na vida política do PS.

Ontem, no Tribunal de Aveiro, duas escutas, relativamente curtas e ouvidas por todos os advogados do processo ‘Face Oculta', deixaram Vara numa situação frágil. O seu advogado não escondia a irritação, recusando-se a explicar as intercepções.

Segundo o CM apurou, nessas escutas, Armando Vara contou a Cardoso dos Reis, então presidente do Conselho de Administração da CP, o que José Sócrates lhe teria dito, a propósito da sua iminente demissão da empresa. "O 1º ministro ficou f... com o assunto. Acho uma loucura completa, ele passou-se dos c...", revelou Armando Vara, garantindo a Cardoso dos Reis que aquele se mantinha no lugar. Assim aconteceu, mesmo depois de Ana Paula Vitorino, então secretária de Estado dos Transportes, ter garantido que o administrador ia sair da empresa. "Ou sais ou aceitas. Não te vou é entalar e deixar nesta situação", afirmou.

As escutas mostram ainda que é Francisco Bandeira quem dá conta a Armando Vara da demissão iminente do responsável pela CP. Pediu ao ex-ministro que tivesse uma intervenção no processo. Vara prometeu falar de imediato com Sócrates.

As duas conversas, que os advogados tiveram ontem conhecimento de forma integral - Armando Vara já tinha tido oportunidade de as ouvir, após a acusação ter sido deduzida -, aconteceram a 18 e a 19 de Junho de 2009, exactamente um dia antes de Armando Vara e Lopes Barreira terem ido a casa de Godinho.

CM

O MUNDO É PEQUENO

Bairro do Aleixo já está a ser demolido para dar vez a casas de luxo

Depois do barulho dos conflitos políticos e sociais, o Bairro do Aleixo, no Porto, começou a ser demolido, quase em silêncio, há já uns dias. A torre 5 foi esvaziada e está a ser esventrada e já só metade dos andares têm inquilinos na vizinha torre 4.
O bairro começa a desaparecer, para dar lugar a um condomínio de luxo. Uma operação em que participa Vítor Raposo, parceiro de negócios de Duarte Lima e do filho, suspeito de fraude. No Aleixo, o trabalho das máquinas de demolição já entrou na rotina de quem ainda lá mora.
JN

INTERVALO MUSICAL

Enquanto os 'mercados' se banqueteavam com a carne dos 'PIGS' (Portugal, Italy, Greece, Spain), a inenarrável chanceler alemã, redonda de corpo e quadrada de ideias, assobiava para o lado (música de Wagner?).
Depois, os 'mercados' começaram a olhar gulosamente para a França e Bélgica e a admitir baixar o 'rating' das suas dívidas soberanas e, consequentemente, aumentar as taxas dos empréstimos. Merkel, com o cérebro formatado pelos planos quinquenais, continuou a assobiar (Beethoven, o 'Hino à Alegria?).
Agora, os 'mercados' desprezaram mais de 30% da emissão de dívida alemã. Angela continua a assobiar para o lado (Mozart, 'Requiem'?).
Quanto tempo faltará para o fim do plano quinquenal incrustado naquela cabecinha e, já agora, para o fim da 'Europa'?

OS NEO-INDIGNADOS

«Este é o momento de mobilizar os cidadãos de esquerda que se revêem na justiça social e no aprofundamento democrático como forma de combater a crise.

Não podemos assistir impávidos à escalada da anarquia financeira internacional e ao desmantelamento dos estados que colocam em causa a sobrevivência da União Europeia.

A UE acordou tarde para a resolução da crise monetária, financeira e política em que está mergulhada. Porém, sem a resolução política dos problemas europeus, dificilmente Portugal e os outros Estados retomarão o caminho de progresso e coesão social. É preciso encontrar um novo paradigma para a UE.

As correntes trabalhistas, socialistas e sociais-democratas adeptas da 3ª via, bem como a democracia cristã, foram colonizadas na viragem do século pelo situacionismo neo-liberal.»

(Do manifesto 'Um Novo Rumo' que tem Mário Soares como primeiro subscritor)

DN

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA

«O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) anunciou que não vai aderir à greve geral declarada pelas "centrais sindicais do regime", para a próxima quinta-feira.» (DN)

BES admite cortar salários no próximo ano

Presidente do Banco Espírito Santo, Ricardo Salgado, admite essa possibilidade para contornar os efeitos da crise face às previsões de recessão para 2012. (Público)


NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA



Um deputado do PSD pode votar por 25 na Madeira

A Assembleia Regional da Madeira, por proposta do PSD ontem aprovada com votos contra de toda a oposição, decidiu que nos plenários “os votos de cada partido presente são contados como representando o universo de votos do respectivo partido ou grupo parlamentar”.
Público

terça-feira, 22 de novembro de 2011

NOTÍCIAS DA COELHEIRA

Ex-assessora de Álvaro no Turismo

Ex-assessora de imprensa do ministro da Economia nomeada para a administração do Turismo de Portugal.

CM

PARA QUEM NÃO VIU EM DIRECTO


O MUNDO É PEQUENO

«Em 2010: Mota-Engil foi principal "patrão" de Duarte Lima». Dos 28 mil euros declarados à segurança Social construtora pagou 18 mil

JN - TVI24

NOTÍCIAS DO REGIME DE VICHY


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

NOTÍCIAS DA PIOLHEIRA



«A piscina do Curral das Freiras, no concelho de Câmara de Lobos, Madeira, custou mais meio milhão de euros e demorou mais 14 meses que o previsto, revela uma auditoria hoje divulgada pelo Tribunal de Contas (TC).»

DN

A SIMPATIA EM CHICAGO

Estou a vê-lo na Assembleia da República. Vítor Gaspar, com aquele seu aspecto de bispo mórmon, penteado à Paulo Bento e vozinha suave e pausada, até se torna uma figura simpática. Tão simpática que nem sempre reparamos que ele 'está a levar à prática' as conhecidas teorias da escola de Chicago.
E um dia, mais cedo do que tarde, quando acordarmos todos 'chicagados', havemos de perceber que há simpatias que nos saem caras.

DE OUTROS

«Vender a nossa economia à máfia angolana é vender a alma ao Diabo»

Daniel Oliveira

EXPRESSO


O APELO DO PROFESSOR

Sousa, o Marcelo Rebello de, devidamente enquadrado por uma jornalista a sério, Maria Flor Pedroso, teve um programa de comentário político na RTP1.
Apanhado pelo tsunami socretino para controlo da comunicação social, mudou-se, com armas e outras bagagens para a TVI (de onde, a seu tempo, tinha sido corrido por acção de um comissário santaneano e omissão de um aristocrata muito dado a pilotagens que vão dos carros potentes à edição, passando pelas estações televisivas e outros 'mercados') onde apresenta um programa magazinesco, aos domingos, perante o olhar venerando e obrigado do escritor preferido das gentes da Foz e do bairro do Aleixo - Júlio Magalhães.
Ecléctico, o programa mistura a Grécia vista e comentada pelo treinador Santos, os feitos dos atletas portugueses nos campeonatos mundiais de matraquilhos, cachecóis de clubes de futebol, leitões da bairrada, acções caridosas de Misericórdias e paroquianos avulso e outros malabarismos diversos.
Ontem, o célebre comentador comunicou ao mundo que não fará greve no próximo dia 24. Não havia necessidade: o mundo sabe que o professor Marcelo só fará greves quando Cristo voltar à terra. É assim desde os tempos em que o aluno Marcelo furava as greves académicas de 1969 e, abraçado ao seu colega Braga de Macedo, entrava, protegido pela polícia de choque do capitão Maltez e por uns paisanos de mau aspecto vindos expressamente da António Maria Cardoso, na Faculdade de Direito para assistir às aulas e tratar da vidinha.
E temos assim que o anúncio não foi notícia nem foi comentário - foi um apelo. E não havia necessidade...