terça-feira, 16 de maio de 2017

ESGOTOGATE

Trump terá partilhado informação "altamente secreta" com dirigentes russos

Segundo o Washington Post, o Presidente americano terá revelado informação sensível sobre o Daesh sem autorização do aliado que a tinha fornecido.
Donald Trump partilhou informação “altamente secreta” com o ministro dos Negócios Estrangeiros e com o embaixador russo em Washington, noticia o Washington Post, citando fontes oficiais próximas de antigas e da actual Administração norte-americana.
Segundo o jornal norte-americano, as informações eram relativas ao Daesh e tinham sido fornecidas por um aliado dos EUA que não deu autorização para divulgação. A informação seria de tal modo sensível que mesmo a partilha no seio do Governo norte-americana era restrita.
Na semana passada, Trump despediu o director do FBI numa altura em que a agência investiga a suposta interferência da Rússia nas eleições presidenciais norte-americanas com a alegada intenção de favorecer o então candidato republicano. Foi no dia seguinte à dispensa de James Comey que Trump recebeu na Casa Branca o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, e o embaixado Sergey Kislyak, uma das figuras centrais na investigação à ingerência de Moscovo. Terá sido nessa reunião que o Presidente americano partilhou as referidas informações. Na sequência deste encontro foram divulgadas algumas fotografias da comitiva russa na Sala Oval, situação que terá deixado a Casa Branca "furiosa", segundo relatou durante o fim-de-semana a CNN. Na altura estavam presentes apenas fotógrafos da Casa Branca e da TASS, a agência de informação russa.
Público

Sem comentários: