segunda-feira, 10 de abril de 2017

MOTOCROSS

Alegadas pressões de Portas em obra da NATO geram queixa contra Mota Engil

Construtora Tecnorém apresentou queixa no DCIAP depois de ter sido excluída de um concurso que tinha ganho. Empresa diz que obra acabou entregue à Mota-Engil, onde Portas é consultor, depois de o ex-ministro ter pressionado o diretor-geral de Recursos da Defesa Nacional

O antigo vice-Primeiro Ministro e ex-líder do CDS, Paulo Portas, é peça-chave numa denúncia que o Ministério Público recebeu a propósito de um concurso internacional para a construção da Escola da NATO em Oeiras. A queixa foi apresentada pela construtora Tecnorém e sustenta que "houve um claro favorecimento da sociedade Mota-Engil" no concurso em causa, na sequência de pressões do seu consultor - Paulo Portas - sobre o diretor-geral de Recursos da Defesa Nacional, Alberto Coelho, responsável pelo lançamento do concurso e presidente do Conselho de Fiscalização do CDS.

Sem comentários: