quinta-feira, 30 de março de 2017

UMA CERTA CULTURA CALVINISTA

Dijsselbloem, meu malandreco...,

Com que então, enquanto nós cá pelo sul só pensamos em copos e 'gaijas', os teus patrícios, cheios de cultura calvinista e de químicos nas veias, andam a 'comer-se' uns aos outros e a exportar a hepatite 'A'???
Podias, sobre o assunto, dar uma entrevista a um jornal alemão e falar, em linguagem simples e compreensível para os selvagens do sul, das vantagens do 'chemsex'. Assim, por exemplo: "O chemsex é como a monda química: primeiro os químicos e, depois, a palhinha (abafada)". A malta percebia e sempre ficava com mais cultura calvinista e mais uma opção para gastar o dinheiro: nos medicamentos para tratar a hepatite.
Não era porreiro, pá?

Sem comentários: