domingo, 18 de setembro de 2016

DE OUTROS


Há qualquer coisa de sacristão na personalidade do juiz Carlos Alexandre. O auto-elogio do bom saloio, sem vícios, nem fraquezas, nem mundo, nem amigos, remete-me imediatamente para outros tempos bafientos e outra figura, de que não tenho quaisquer saudades.

Miguel Sousa Tavares
Expresso

Sem comentários: