sábado, 1 de julho de 2017

O SILÊNCIO E O SOPEIRAL RESPEITINHO PELAS FARDAS DOS MAGALAS

Exército confirma que arsenal de guerra foi furtado em Tancos

Granadas, lança-granadas, munições e até engenhos explosivos “prontos a detonar”: investigação crê que armamento irá parar ao mercado negro internacional. Reparação da cerca em redor dos paióis levou três meses para ser aprovada (TVI).


Ainda as chamas andavam por terras e ares de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos e já um grupo de 'valentes' pedia a demissão da ministra da Administração Interna.
Curiosamente, talvez ainda condicionados pelo respeitinho salazarento pelas fardas, em geral, e pelas da tropa, em particular, perante o imenso, o inconcebível escândalo do roubo de armas e munições do paiol de Tancos, os 'valentões' do costume mantêm um cobarde silêncio, como se estivessem em sentido (e "em sentido não mexe nem fala, nem que lhe passem com um marsápio pelos beiços", assim se diz na tropa). Têm medo de dizer o mínimo e o óbvio: que se demita ou seja demitido o chefe do Estado-maior do Exército e, imediatamente a seguir, que se demita ou seja demitido o ministro da Defesa. JÁ!

Sem comentários: