quarta-feira, 8 de março de 2017

8 DE MARÇO

Carolina Beatriz Ângelo, à direita, com a correligionária da Associação de Propaganda Feminista Ana de Castro Osório, no dia das eleições para a Assembleia Nacional Constituinte. 28 de maio de 1911

As eleições para a Assembleia Constituinte da I República colocaram Portugal na vanguarda do movimento sufragista. Carolina Beatriz Ângelo, médica, viúva e chefe de família, foi a primeira mulher a exercer o direito de voto em toda a Europa Central e do Sul. Fez uma leitura ousada da lei, que os homens republicanos não foram capazes de prever, e recorreu para a Justiça para conseguir recensear-se. O juiz Castro proferiu uma sentença revolucionária e ela foi a única mulher a votar. Em 1913, a República mudou a lei e interditou o voto das mulheres EXPRESSO



1 comentário:

Daniel Nobre Mendes disse...

... E PELAS MÃOS DO SENHOR POFESSOR DOUTOR AFONSO AGUSTO DA COSTA, O PROLIXO LIGISLADOR QUE ATÉ TINHA UMA CASA LUXUOSA DE INVERNO NA SERRA DA ETRELA, QUE SE BATIA EM DuELOS DE HONRA E QUE, PELO 28 DE MAIO DE 1926, SE ABRIGOU EM PARIS FAZENDO AQUELA ADVOCACIA PRESTIGIOSAMENTE DEDICADA A RICOS TRAPACEIROS...

BEATRIZ ANGELO NASCEU NA GUARDA E AFONSO COSTA EM SEIA...QUAE VIZINHOS...MAS TÃO LONGE ESTIVERAM UM DO OUTRO, BA MOREU AOS 33 E AAC AOS 66 ANOS!