quarta-feira, 30 de novembro de 2016

PARA A DOCÊNCIA É PRECISO DECÊNCIA

A Universidade de Genebra e o Instituto de Estudos Internacionais não renovaram o contrato do ex-Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, que cessará no final do ano. Segundo o jornal suíço Le Temps, o vínculo de Barroso ao ao banco de investimento Goldman Sachs é o motivo para a decisão. O ex-primeiro-ministro português era professor convidado daquele prestigiado estabelecimento de ensino superior, onde também estudou e trabalhou nos anos 80. Desde maio de 2015 que ali dava aulas sobre políticas europeias.
DN

Sem comentários: