terça-feira, 29 de dezembro de 2015

DE MORRER A RIR

DGS tem ações no ramo imobiliário sem justificação

O Tribunal de Contas (TdC) detetou investimentos financeiros da Direção Geral da Saúde (DGS) numa empresa do ramo imobiliário, sem qualquer justificação, tendo considerado desfavorável a fiabilidade das demonstrações financeiras deste organismo do Ministério da Saúde.

(Num tempo em que se morre nos hospitais por, alegadamente, não haver dinheiro para pagar a médicos e enfermeiros, esta notícia só pode ser falsa. Graçola de mau gosto. Coisa para os 'apanhados', certamente.
Mas, a ser verdade, uma pergunta se impõe: os responsáveis vão a caminho do Estabelecimento Prisional de Évora, ou já lá estão?)

Sem comentários: